(11) 4249-2545 (11) 4249-0224 (11) 94797-6909 (11) 95466-3011 Chamar pelo WhatsApp
Internação de Menor Dependente Químico

Internação de Menor Dependente Químico

O direito à saúde é um princípio incluído em nossa constituição federal, onde visa que toda a nossa população tenha atendimento médico com integralidade, universalidade e equidade. Este direito é para todos, desde o seu nascimento até dias finais. Temos na lei ações de saúde para a classe de crianças e adolescentes.

Indo mais além, em relação aos dependentes químicos desta faixa etária, há alguns destes direitos e deveres que podem ser executadas pelos familiares para a internação de um menor dependente químico, para que seja feito o tratamento de dependência química e alcoolismo. A seguir, veremos as vantagens de uma clínica de recuperação e como pode ser feito a avaliação para a internação do menor dependente químico:

É direito da Criança e do Adolescente ter o Merecido Tratamento

Na nossa Constituição Federal, no artigo 227 da Constituição Federal, parágrafo 3º, VII, determina a obrigatoriedade da proteção especial aos dependentes químicos. Além de assegurar o resguardo da saúde de criança e adolescentes desde seu nascimento.

As crianças e adolescentes possuem órgãos federativos que zelam por sua segurança, onde priorizam o cuidado e a vida de cada um deles. Na constituição, possuímos o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), inclusive, são emanados de direitos que dão proteção para dependentes químicos.

A internação numa clínica de recuperação é uma das soluções mais adequadas para fazer com que haja o abandono do uso das drogas, eliminando junto a isso os riscos que podem advir com o seu consumo. O carinho e respeito são expressos de forma simples, marcante e zelosa pelo cidadão.

Internação do Menor Usuário de Drogas

Muitos membros da família que observam algum ente querido perdendo sua vida com drogas e se comove com a situação, tem o intuito de buscar todas as saídas necessárias para resolverem este problema mortífero. Contudo, muitos não conseguem obter êxito nessa procura contínua e desgastante.

As clínicas de recuperação são ótimas opções para o desenvolvimento de uma vida saudável e limpa de um usuário de entorpecentes. Para o êxito no tratamento de dependência química e alcoolismo, é necessário também que a clínica tenha estruturas físicas e profissionais adequadas pra total eficácia.

Nossa clínica de recuperação objetiva o tratamento do seu interno por meio de avaliações individuais como: anamnese, exame físico, exames psiquiátricos. Buscando tratar todos de forma igualitária, mas sempre respeitando as necessidades individuais por meio de planos terapêuticos adequados.

A procura por Internação pode ser feita através de demanda espontânea (quando o indivíduo reconhece que precisa de ajuda) ou por internação involuntária, que é o que acontece na maioria dos casos, onde o familiar reconhece a necessidade e por meio de uma ação judicial e um laudo médico poderá internar o menor numa clínica.

Processos no Tratamento de dependência química e alcoolismo

Ao ser iniciado o tratamento para dependência química é necessário que o interno passe por exames para o conhecimento profissional sobre seu estado físico e mental. Durante este procedimento, o cliente/paciente será avaliado diariamente pela equipe de multiprofissionais presentes na nossa clínica, podendo até ser solicitados medicamentos para amenizar os efeitos da abstinência e acelerar a desintoxicação.

Depois que há a desintoxicação das drogas no corpo do paciente, é trabalhado pelos profissionais a restauração de seus valores que foram afetados pela dependência química. Os quais, gradativamente, estabelecem condições necessárias para absorver as modificações advindas da limpeza.

O tratamento possui objetivo que vai bem mais além da desintoxicação. Tratamos também a cerca da conscientização do retorno à sociedade e essa premissa será exercitada com toda a equipe multiprofissional. Mas também, a inclusão da família é de suma importância para enfrentar as dificuldades existentes (pós-internação) e também quanto ao que deve ser evitado.

Considerações Finais

a lei vemos que as crianças e adolescentes são munidas por direitos a saúde, sendo que estes direitos podem ser acionados não apenas por eles já que não possuem autonomia suficiente para a execução em alguns casos, passando a responsabilidade para seus familiares.

A internação Involuntária é vantajosa porque geralmente não há percepção do próprio dependente químico a cerca dos cuidados próprios nem sempre acontece, e sua prática é prevista por lei, onde orienta no caso da internação também para menores de idade.

Planos de Saúde para Tratamento de Dependetes Químicos