(11) 4249-2545 (11) 4249-0224 (11) 94797-6909 (11) 98629-2354 Chamar pelo WhatsApp

Como Lidar com a Dependência Química

Como Lidar com a Dependência Química

Um problema que vem crescendo e causando uma grande preocupação para a sociedade é a dependência química. Mais e mais, jovens e adultos ficam cada dia mais perto do mundo das drogas, se entregando a esses elementos de maneira extremamente fácil e rápida.

Apesar de não existir uma razão específica pela qual os jovens, principalmente, estejam se tornando usuários, estima-se que a maioria deles ingressa nesse universo como uma forma de encontrar a solução para outros problemas, como o relacionamento difícil com a família, ou ainda por questões financeiras, causadas pela falta de emprego.

Independente de qual seja a razão desse aumento de dependentes químicos, a verdade é que este é um problema que afeta não apenas os dependentes, mas também (e ainda mais intensamente) a família do usuário e todas as pessoas que convivem com ele, como amigos, colegas de trabalho e colegas de escola.

Lidar com casos de dependência química realmente não é uma tarefa fácil, pois exige muita paciência e força de vontade, afinal, ninguém quer e nem gosta de conviver com um dependente. Dessa forma, apenas as pessoas mais próximas, que realmente amam o dependente, são capazes de aguentar e enfrentar esse problema com um pouco mais de calma.

Por mais que pareça fácil na teoria, na vida real a situação é bem diferente. Isso porque os dependentes químicos, além de não assumirem que usam drogas, se transformam em pessoas diferentes, deixando tudo de lado para poder consumir as substâncias viciantes. Dessa forma, acabam abandonando o estudo, o trabalho e se distanciam cada vez mais do convívio social.

Mas como lidar com esse problema? Qual é a melhor solução? Obrigar o dependente a se tratar?

Apesar de essa ser a solução encontrada pela maioria das famílias, o tratamento forçado, isto é, sem o consentimento do dependente químico, não vai apresentar resultados satisfatórios. Internar à força um usuário não é a maneira mais eficaz de resolver o problema, pois assim que ele sair da clínica de reabilitação, voltará a consumir drogas, pois não foi reeducado conscientemente.

Portanto, a única solução que traz resultados positivos é quando o próprio dependente aceita o tratamento e começa a mudança por vontade própria. Caso contrário, todas as tentativas serão em vão. Mas e agora, como fazer com que o usuário tenha vontade de se tratar?

Em primeiro lugar, a maneira mais fácil de começar a resolver a situação é com os familiares frequentando reuniões de grupos de ajuda, onde encontrarão o suporte e todas as informações necessárias para saberem reagir diante das diferentes situações.

Quando isso começar a acontecer, é possível convidar o dependente químico a ir junto às reuniões, pois se ele aceitar, um passo a mais será dado.

Caso o usuário de drogas não aceite, a única solução será colocar limites em suas ações. Neste ponto, é preciso ser um tanto severo e firme nas decisões, pois caso contrário, todos os membros da família serão manipulados e o problema será cada vez mais difícil de resolver.

Limitar o horário de saída e entrada de casa, bem como fazer com que continue estudando ou trabalhando, são algumas medidas que podem ser tomadas. No caso do dependente não aceitar essas condições, é preciso avisá-lo que não poderá mais viver na mesma casa, devendo procurar outro lugar para morar e ser independente.

Por mais difícil e cruel que isso pareça, é uma medida que dá certo, pois os dependentes sabem que não poderão se virar sozinhos, e assim começarão a aceitar a ideia de procurar ajuda.

A equipe da Clinica de Recuperação está a disposição para melhor orientar e atendemos todos dias nos telefones do site e também via Chat Online e WhatsApp. Não deixe de nos procurar !!!

Planos de Saúde para Tratamento de Dependetes Químicos