O que acontece com quem fuma pedra e qual o melhor tratamento?


O que acontece com quem fuma pedra e qual o melhor tratamento?

Se você busca por informações sobre o que acontece com quem fuma crack e qual o melhor tratamento, seja para ajudar um filho, um familiar ou um conhecido, veio ao lugar certo. Por mais desafiadora que seja a dependência química, é possível se recuperar dela.

A batalha contra o crack é complexa pois essa é uma das drogas com maior poder viciante. Ela ocasiona um “barato” imediato em quem fuma, mas esse efeito dura pouquíssimos minutos.

Quem experimenta, fica ansioso pela próxima dose muito rápido. Exatamente por isso, acaba criando um vínculo físico e psicológico com a substância.

Os impactos negativos para a saúde e para o convívio com os demais são diversos. Além de ocasionar lesões em órgãos importantes do organismo, a droga provoca alterações de comportamento mesmo em quem costumava ter uma vida tranquila anteriormente.

A pessoa se torna mais paranoica, ansiosa, depressiva, irritada e agressiva. Quando confrontada, ela tende a se afastar dos entes queridos e amigos. Por mais que ela sinta vontade de se curar, a influência do vício na sua vida torna-se tão grande que é praticamente impossível fazer isso por conta própria.

Não é por acaso que os dependentes de crack são os mais sujeitos a internações involuntárias e compulsórias. O indivíduo, pouco a pouco, torna-se um perigo para si mesmo e para outras pessoas, sendo necessária uma intervenção externa.

Neste artigo, você encontrará orientações sobre o que acontece com quem fuma pedra e qual o melhor tratamento. Não desanime e conte conosco para vencer esse problema!

 

Quais os indícios de uso de crack?

 

Há diversas mudanças comportamentais que servem como evidências de que uma pessoa está sob efeito de drogas ou se tornou dependente química. No, entanto, por mais que possamos listar esses indícios para você saber o que acontece com quem fuma pedra, somente um profissional habilitado pode fazer um diagnóstico preciso.

No momento que o sujeito usa a droga, ele experiencia cerca de 15 minutos de extrema euforia e excitação. O batimento cardíaco fica acelerado, a temperatura corporal sobe, as pupilas ficam dilatas e ele perde o apetite e o sono.

Porém, com o passar do tempo, os danos e lesões no organismo trazem transtornos. Os efeitos nocivos do crack são devastadores.

Além dos sinais físicos do vício, como dedos queimados, lábios com feridas e dentes apodrecidos, há problemas respiratórios graves. Inicialmente, observa-se congestão nasal, tosse e dores de cabeça. Mas isso pode evoluir para quadros bem mais complexos.

Especialistas afirmam que o uso da pedra está atrelado a enfisema pulmonar, hipertensão, risco de infarto, hemorragias, desnutrição, convulsões e até mesmo morte súbita. A pessoa também pode ficar depressiva e perder o apreço pela própria vida, afastando-se das pessoas que mais ama.

 

Qual o melhor tratamento para usuários de crack?

 

Reconhecer que o dependente precisa de ajuda especializada é o primeiro passo para todo e qualquer tratamento. Além, é claro, de conhecer mais sobre o vício e compreender que se trata de uma doença, não de um mero desvio de conduta.

O apoio de familiares e amigos é crucial nesse momento. Por isso, ao observar alterações no comportamento, é preciso estimular o diálogo em vez de faz uma aproximação com julgamentos e cobranças.

Cada pessoa tem suas particularidades, o que inviabiliza afirmar qual o melhor tratamento para todas elas. Nesse sentido, vale a pena procurar por instituições que sejam certificadas, seguras e tenham um programa personalizável de acordo com as demandas do paciente.

Nos centros de recuperação, o usuário é acolhido por uma equipe de profissionais de diferentes áreas. O que inclui médicos, psicólogos, terapeutas, assistentes sociais, nutricionistas, enfermeiros e educadores físicos.

No início, é feito um plano de desintoxicação. De maneira assistida e, se necessário, com intervenção medicamentosa, o paciente limpa o organismo para tirar a droga da corrente sanguínea.

A partir de então, é feito um trabalho de conscientização e monitoramento da abstinência por semanas ou meses. Desse jeito, o dependente tem condições de ressignificar as suas atitudes e aprender a viver sem a droga.

Quer saber mais sobre o que acontece com quem fuma pedra e qual o melhor tratamento? Entre em contato conosco e tire todas as suas dúvidas!

Contato

Equipe pronta para atendimento 24 horas pelo WhatsApp e formulário abaixo

Blog

Uso de Drogas e Dependência Química

Uso de Drogas e Dependência Química

Muitos pensam que o uso de drogas e dependência química formam uma relação direta.

Como Vencer a Dependência Química

Como Vencer a Dependência Química

Saber como vencer a dependência química é um desafio não só para o dependente como também para toda a família.

O que acontece com quem fuma pedra e qual o melhor tratamento?

O que acontece com quem fuma pedra e qual o melhor tratamento?

Se você busca por informações sobre o que acontece com quem fuma crack e qual o melhor tratamento

Aceitamos diversos planos de saúde consulte
Planos de saúde
Podemos Ajudar?