(11) 4249-2545 (11) 4249-0224 (11) 94797-6909 (11) 95466-3011 Chamar pelo WhatsApp
Tipos de Remoção de Dependente Químico

Tipos de Remoção de Dependente Químico

A remoção de um paciente para uma clínica de recuperação para ser abordado o Tratamento de dependência química e alcoolismo é também conhecido como “resgate”. E no caso da dependência química ganha um significado especial, referindo-se ao resgate de uma vida perdida para as drogas.

Este procedimento deverá ser feito por uma equipe especializada, que tenha profissionais técnicos preparados para cada tipo de situação de socorro. Vamos conhecer a seguir os tipos de remoções existentes nos protocolos de saúde mental:

Por que é importante acionar a remoção do dependente químico?

A internação involuntária, mesmo que difícil em algumas situações demonstra um ato de amor para com a vida do paciente, pois este é um momento de muita dor e sofrimento para ele. Assim, sua decisão pelo resgate involuntário de dependente químico é uma maneira de salvar este dependente dando-lhe uma oportunidade de ser uma nova pessoa.

Para a segurança, é importante que nos casos de internação involuntária a família informe com antecedência se o paciente é ou não uma pessoa agressiva, se usa armas de fogo, se tem ou não envolvimento com tráficos, com que frequência e qual droga utiliza, se toma algum medicamento para não ter complicações clinicas.

A remoção de dependente químico também é segura para o paciente, já que a equipe poderá agir diante situações de risco e evita também provocar acidentes como alguns traumas. Podendo a equipe especializada transportar e agir diante situações emergenciais como uma convulsão, parada cardiorrespiratória e outros acontecimentos que são de costume nos casos de intoxicação por drogas.

Quais os tipos de remoção?

É muito importante que a família possa compreender que internar seu ente querido é o caminho mais viável para que o dependente químico volte a possuir uma vida saudável longe de substâncias químicas que possam interferir na sua saúde física, mental e social.

A remoção existe tanto para os casos de internações involuntárias e voluntárias. Respectivamente, o primeiro será o usuário dependente químico que está necessitando de atendimento profissional numa clínica de recuperação e a família por ordem judicial aciona o serviço, e a outra é quando o usuário se conscientiza de que precisa urgentemente de um atendimento e tratamento médico, ocorrendo por vontade própria, sem que precise de intervenções de terceiros. 

Não pense que o resgate feito de forma involuntária é desumano ou não trará benefícios significativos! Os profissionais envolvidos em clínicas de recuperação apresentam um alto nível de bons resultados de mais de 90% de sucesso dos casos que são recebidos involuntariamente.

Visto desta forma, é de extrema importância ver o papel responsável o qual o serviço de resgate de dependente químico exerce na vida dos que precisam de ajuda, pois a remoção se torna mais funcional quando feita por uma equipe de profissionais especializados e capacitados; conforme já mencionado anteriormente.

Como ocorre a abordagem dos profissionais?

No momento da remoção do paciente fazemos de tudo para que nossa abordagem seja tranquila e cautelosa. Proporcionando desde o momento do resgate que o paciente já esteja recebendo o tratamento adequado, mantendo o respeito e a valorização a vida, agindo de forma para que não haja nenhum tipo de agressão física ou verbal para com usuário.
Após a internação, o paciente passará por um processo de avaliação para que sejam tomadas as devidas providências a cerca de seu tratamento. Tanto a equipe médica quanto os outros profissionais da saúde envolvidos são especializados e treinados para fazerem uma observação minuciosa da evolução de seus pacientes internos na clínica de recuperação que estão fazendo o tratamento de dependência química e alcoolismo.

A família do paciente também recebe instruções, motivando-os para manter-se firmes diante a decisão tomada e procurarem não envolverem-se emocionalmente com o momento, procurando pensar apenas nos bons resultados após o tratamento. Fazendo com que haja uma relação de confiança entre os responsáveis pelo dependente e os profissionais de saúde, a partir da troca de informações verdadeiras e claras, para que a estratégia de tratamento seja adequada a cada caso.

Considerações finais

A remoção de dependentes químicos visa o destrato com o ser humano, ela objetiva a internação e recuperação para que aumente as chances de vida, melhorando o bem-estar e recuperação do paciente.
Planos de Saúde para Tratamento de Dependetes Químicos